Peso da Régua
10 e 11 de Agosto
Cartaz
CARTAZ

UM FESTIVAL COM A MELHOR MÚSICA PORTUGUESA!

Samuel Úria
Kappa Jotta
Frankie Chavez
The Gift
The Legendary Tigerman
The Twist Connection
Mishlawi

Xutos & Pontapés

THE GIFT

Os Gift apresentam no DOURO ROCK “Altar”, produzido e co-composto por Brian Eno. Um disco de 10 canções intemporais, feitas durante dois anos, pensadas ao longo de três, sonhadas ao longo de 22. Ao vivo, “Altar” transforma-se num espectáculo que retrata todas as emoções vividas ao longo deste processo e que convida o público a dançar, a vibrar e sobretudo a celebrar o presente.

Com 24 anos de carreira, os Gift são uma banda com uma ampla sonoridade que oscila entre o pop rock e a electrónica, usando arranjos elegantes que incluem desde sons de cordas a sintetizadores simples analógicos. Pioneiros da indústria da música independente em Portugal, já tocaram um pouco por toda a Europa, EUA e Canadá, visitaram a Austrália e a Ásia, mas é em Espanha e no Brasil que encontram as suas maiores bases de fãs internacionais.

Love Without Violins ”, “Clinic Hope”, “Big Fish” e “ You Will Be Queen ” são os singles de apresentação de “Altar” que poderão ser ouvidos no DOURO ROCK.

SAMUEL ÚRIA

Com uma proveniência marcada pelo punk, rock’n’roll e estética low-fi, Samuel Úria apresentou-se em 2008, entre edições caseiras e concertos em que apenas se acompanhava pela guitarra acústica. Singular na língua materna, nas melodias e na relação com o público, conquistou o público sendo considerado um dos mais interessantes cantautores português do século XXI.

No DOURO ROCK, Samuel Úria vai apresentar o último registo, “Carga de Ombro” do qual fazem parte “Dou-me Corda”, “ Repressão”, “ É preciso que eu diminua ” e “ Carga de Ombro”, que conta com a participação de Manuela Azevedo.

Uma oportunidade a não perder para ver e ouvir o ‘trovador das patilhas’ em palco onde irá partilhar com o público a cumplicidade musical de que a sua carreira também se tem revestido.

FRANKIE CHAVEZ

No DOURO ROCK, Frankie Chavez vai apresentar o mais recente “Double or Nothing” que diz ser "um álbum de histórias que vão desde a perda ao nascimento, de andar na estrada, ao tempo que perdemos em coisas fúteis. Fala também de amor e de relações impossíveis. E fala de atentados terroristas e de privação de liberdade”. Entre as novas músicas encontram-se “ Whatever Happened to Our Love ” e “My Religion ”, que conta com a participação de Sam Alone.

Difícil de catalogar, a música de Frankie Chavez conjuga diferentes tipos de sonoridades, do blues ao folk sem esquecer o rock. Muito mudou desde a sua estreia em 2010 com o EP “I Don’t Belong”. Seguiu-se o primeiro álbum “Family Tree” (2011) que conta conta com a participação de alguns convidados, entre os quais o baterista Kalú (Xutos e Pontapés). Em 2014 é editado “Heart and Spine” do qual fazem parte “Fight”, “Don’t Leave Tonight” dueto com Erica Buettner e “Sweet Life”.

Em meados de 2017, Frankie Chavez lançou “Double or Nothing”, que poderemos ouvir no DOURO ROCK, onde o guitarrista se vai fazer acompanhar por Joca (bateria), Donavan Bettencourt (baixo) e Paulo Borges (teclados).

KAPPA JOTTA

É uma das referências da nova escola do Rap/Hip-Hop português. No DOURO ROCK, Kappa Jotta vai apresentar “Ligação”, álbum onde mostra a sua versatilidade e essência, entre sonoridades “pesadas” e temas mais melódicos. Uma viagem extremamente pessoal às vivências do artista onde podemos encontrar temas com carácter e identidade muito própria. “ Pela Cidade”, o single de apresentação de “Ligação”, conta já com mais de 1 milhão de visualizações no Youtube. Seguiram-se “ DPDC”, visto mais de 800 mil vezes, assim como “ Atrás do Mesmo” e “Chama”.

“Ligação”, o esperado sucessor do álbum de estreia “Vírus” (2015), leva Kappa Jotta ao DOURO ROCK acompanhado do DJ Mascarilha. Juntos, garantem um espectáculo intenso a que ninguém vai ficar indiferente tal é a energia contagiante do rapper.

XUTOS & PONTAPÉS

Foram a primeira confirmação do DOURO ROCK 2018 e as reacções positivas não se fizeram esperar. Acarinhados e respeitados pelo público português, são a referência do rock nacional e, como tal, foram o ponto de partida para o cartaz do festival nesta terceira edição.

Seguros de que o caminho é para continuar, os Xutos apresentaram um novo tema, “Fim do Mundo”, sobre o qual Tim escreveu: “Certas coisas impõem-se por si, esta canção é uma delas. Neste tema o Zé Pedro já não toca... é sobre a fragilidade da vida. Foi de escrita imediata, uma compressão do percurso que dizem que nos passa pelos olhos em certo momento. A produção do João Martins ajudou a criar uma atmosfera especial, solitária, que serve a canção, que é tão simples."

No ano em que comemoram quatro décadas, os Xutos vão ao DOURO ROCK celebrar a vida e as muitas canções que fazem parte de todos nós.

THE LEGENDARY TIGERMAN

Integrado na digressão do quinto álbum de originais de Paulo Furtado, o concerto no DOURO ROCK dará a conhecer "Misfit", o primeiro registo onde o músico abandona a ideia de 'one man band', iniciada em 2000, fazendo-se acompanhar ao vivo por Paulo Segadães (bateria), João Cabrita (saxofone) e Filipe Rocha (baixo). " Fix of Rock N' Roll " foi o primeiro single retirado do sucessor de "True".

Rock'n'roll, cinema, fotografia e o imaginário norte-americano inspiraram Paulo Furtado neste disco, composto e gravado durante uma viagem aos EUA, sobre o qual diz: "Soa a estrada, a amor e a facas, a sonhos perdidos e aventura, a desejo e a alegria reencontrados. Foi um longo processo e espero que se apaixonem por ele tanto como eu. Fiz o meu melhor, e creio que valeu a pena.”

THE TWIST CONNECTION

Os Twist Connection vão apresentar no DOURO ROCK o novo álbum, homónimo, que será editado em Junho. “ Who Are These People? ” é o single de avanço e já se pode ouvir nas rádios nacionais.

Ao segundo registo, a banda de Coimbra - formada por Carlos “Kaló” Mendes (bateria e voz), Samuel Silva (guitarra), Sérgio Cardoso (baixo) – não deixa nada por dizer. Influenciados por uma série de estéticas do séc. XX que entraram pelo novo milénio, desde os 50’s ao Punk , os Twist Connection encontraram em 2018 a própria identidade. Não são do garage nem de qualquer vaga psicadélica. Gostam de rock ́n ́roll e praticam-no.

MISHLAWI

O luso-americano Mishlawi, de 21 anos, estreou-se em 2016 com o single “ All Night” a que se sucederam “ Always on My Mind ”, “Boohoo” feat. Richie Campbell e “ Limbo”, com resultados surpreendentes.

Influenciado pelo rap, R&B e trap-soul, Mishlawi está a trabalhar na sua mixtape de estreia da qual fazem parte “ What’s Happening” e “Turn Back”. “ Ignore ” e “Afterthought ” feat. Trace Nova são os temas mais recentes lançados por Mishlawi.

Nascido nos EUA, vive em Portugal desde os 10 anos. Começou por dar nas vistas no Youtube até ser descoberto por Richie Campbell e assinar pela Bridgetown Records.




Douro Rock © 2018
DR 2018
Cartaz
Bilhetes
Edições Anteriores
Contactos
Como chegar
Condições Gerais
Parceiros
 Facebook
 Instagram
 Youtube